quinta-feira, outubro 29, 2015

Bairro da Granja Guarani vai receber sistema de alerta e alarme!

Em pauta, a preparação das comunidades para o período de chuvas de verão 

 Teresópolis, 28 de outubro de 2015 – O secretário municipal de Defesa Civil, cel. Roberto Silva, se reuniu com presidentes de associações de moradores e líderes comunitários de diversos bairros nesta terça-feira, dia 27. Entre os assuntos, o planejamento de ações em preparação para a temporada de chuvas de verão.
 “Nós estamos no período de prevenção e de preparação para a fase crítica de chuvas, por isso, promovemos esse encontro para estreitarmos o relacionamento com os presidentes das associações a fim de passar para eles o trabalho que é feito pela Defesa Civil, enumerando, por exemplo, os mecanismos de monitoramento que possuímos”, pontuou o cel. Roberto Silva, frisando que novas reuniões serão agendadas com os voluntários da Defesa Civil e também com a imprensa. 
 O secretário ressaltou ainda a importância de ter lideranças nas comunidades para o auxílio do trabalho da Defesa Civil nos bairros. “Nós precisamos do auxílio das lideranças para nos ajudar nas comunidades em caso de chuvas fortes, em que as pessoas precisem ser direcionadas para os pontos de apoio, entre outras ações”.   Participaram da reunião representantes das associações de moradores de São Pedro, Perpétuo, Pimentel, Beira Linha, Tijuca, Granja Guarani, Paineiras, Granja Florestal, Caleme, Posse, Campo Grande, Fischer, Álvaro Paná, Pessegueiros, Santa Rita e Vale Alpino, além da Federação das Associações de Moradores do Município.
 Monitoramento e Prevenção
 A Defesa Civil de Teresópolis mantém um Centro de Monitoramento e Comunicação, onde coleta dados de órgãos oficiais sobre as condições do tempo e repassa boletins e alertas meteorológicos para os voluntários dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil e à imprensa, a fim de orientar a população em caso de ocorrência de chuvas fortes. As informações também podem ser acompanhadas através dos dois endereços eletrônicos da Defesa Civil de Teresópolis, que são o www.dcteresopolis.blog.br e o pt-br.facebook.com/defesacivil.teresopolis.3, além do site da Prefeitura: www.teresopolis.rj.gov.br.
 NUDECs - Atualmente o município possui 34 Núcleos Comunitários de Defesa Civil (NUDECs) em bairros e localidades das zonas urbana e rural, que mobilizam cerca de 400 voluntários. São pessoas treinadas e que participam voluntariamente de atividades de defesa civil. Como vivem ou conhecem de perto a situação dos moradores das áreas de risco, os voluntários contribuem com ações preventivas e emergenciais, fortalecendo a parceria entre população e poder público na redução de risco.
 Contingência - Teresópolis possui o Plano de Controle de Proteção e Defesa Civil, coordenado pela Secretaria Municipal de Defesa Civil, e que mobiliza todos os setores da Prefeitura, além de órgãos públicos de socorro, instituições comunitárias e entidades empresariais e de classe. O documento estabelece as medidas que cada setor precisa tomar em caso de desastres naturais. O documento define as estratégias operacionais e as atribuições de cada segmento, cabendo à Defesa Civil alinhar as condutas entre os órgãos envolvidos e criar estratégias para uma rápida resposta à parcela da população que, porventura, seja atingida pelos acidentes naturais.
 Nas escolas - A Defesa Civil Municipal também coordena o Plano de Segurança Escolar, que orienta os educadores sobre como agir em caso de emergência, quando a chuva atingir níveis críticos, podendo ocasionar alagamentos ou deslizamentos de encostas. Os diretores são orientados sobre como proceder em caso de emergência ligada a qualquer tipo de situação que coloque em risco a escola. Inclusive, sobre a maneira correta de evacuar a unidade escolar em caso de necessidade, e como conduzir os alunos até um ponto de encontro seguro até a chegada das equipes de emergência.
 Sirenes -Teresópolis dispõe de um sistema de alerta e alarme, com 26 sirenes, implantadas em 13 comunidades, na cidade e no interior, que são acionadas sempre quando há chuva forte com indicação de desocupação de residências em áreas de risco. Além de avisar sobre a necessidade de os moradores deixarem suas casas durante um temporal, os alto-falantes também informam sobre a possibilidade da ocorrência de chuva moderada a forte na região, alertando os moradores antes da precipitação.
 Alerta de cheias - A Secretaria de Estado do Ambiente e o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) implantaram em Teresópolis o Sistema de Alerta de Cheias. É composto por estações pluviométricas, que medem a intensidade das chuvas nas cabeceiras dos rios, e pluviofluviométricas, que medem a capacidade de vazão dos cursos d'água. O sistema funciona 24 horas, monitorando e transmitindo alertas sobre as condições do tempo e de aumento gradual do nível d’água dos rios para a central de processamento de dados do INEA por telemetria (SMS celular). Seis estações fornecem dados em tempo real sobre precipitação e nível dos rios, nos bairros Caleme, Comary, Quinta Lebrão, Quebra Frascos, Posse e Bom Retiro. Os dados podem ser consultados no site do INEA (http://inea.infoper.net/inea/).
 uPC - Teresópolis conta ainda com Unidades de Proteção Comunitária, instaladas pelo Governo do Estado na cidade. São contêineres que contam com agentes comunitários contratados pelo Estado para alertar e orientar a população em casos de emergência.
 Fotos: Marcelo Roza 

Nenhum comentário:

Postar um comentário