segunda-feira, agosto 19, 2013

João Pedro é o novo Rei do Funk em Teresópolis.


    
A Batalha do Passinho elegeu seu Campeão e Vice na noite do último domingo (18/08).
Os jovens inscritos na competição se prepararam bem pois a concorrência foi grande, e alguns se reuniram para uma guerra pela música, onde a grande “arma” dos concorrentes foi a criatividade. Sem perder a batida do funk, os meninos e meninas criaram passos inspirados em ballet clássico, jazz e frevo, diminuindo a erotização pela qual o funk passou nos últimos anos.
O grupo de jurados  escolheu João Pedro em primeiro e uma menina isso mesmo, a jovem Chonga em segundo. A Batalha do Passinho é um concurso de dança envolvendo o passinho do menor da favela, a linguagem coreográfica mais identificada com as comunidades populares cariocas.

Descrição
A Batalha do Passinho começou em setembro de 2011.
Foi criada pelo músico Rafael Soares e pelo escritor Julio Ludemir com o objetivo de organizar e dar visibilidade ao passinho do menor da favela, uma coreografia que mobiliza milhares de jovens das comunidades populares do Rio de Janeiro.
Esse concurso de dança deu um status artístico ao lazer de jovens com baixa escolaridade e até então tidos como problemáticos, quase confundidos com os bandidos que controlavam as comunidades em que vivem até ter início o processo de pacificação em curso na cidade.
A Batalha do Passinho tornou-se uma grande ferramenta de inserção de atores sociais com os quais a cidade formal jamais conseguiu dialogar, criando oportunidades de trabalho e perspectiva de futuro para jovens negros e principalmente do sexo masculino.

Esse processo de inclusão, que de imediato despertou o interesse da mídia, da universidade e dos grandes pensadores sociais, revelou uma dança não apenas surpreendente do ponto de vista artístico, mas totalmente desvinculada do estereótipo sexista e violento que até então impedia o reconhecimento do funk como o principal símbolo de um Rio inventivo e principalmente feliz.

Apoio Sergio Gravações
Organização:Leonardo Calazans Diretor da AMAGG

14 comentários:

  1. Pamela20.8.13

    Acabei de assistir ,muito legal parabens pessoal nota 1000

    ResponderExcluir
  2. Carmen Chaboudet20.8.13

    Carmen Chaboudet Parabéns AMAGG que anualmente promove esta festa agostinha para ajudar a comunidade a ter um complemento orçamentário com muita diversão para os moradores. Parabéns pela organização pq só vi elogios desta festa. A batalha do passinho é uma disputa saudável entre as molecadas que gostam do funk. Do "funk do bem". Meninos da comunidade que não possuem absolutamente nada para se divertir. Portanto, ficaram ansiosos, muitos dias de ensaio para que, apresentassem a sua melhor performance. Só quem sabe que pequenos gestos assim, amplos em todas as esferas da comunidade, entende a importância que é para a vida deles. Obrigado mais uma vez ao Sergio Ferucio Epifanio que doou os troféus para "condecorar" a vitória. (...) Lamento apenas, que um evento que acabou as 11 da noite e com duas caixinhas de som, portanto, nada "estratosférico", seja motivo para uma pessoa reclamar do barulho produzido. Ainda mais quando esta pessoa sequer mora na Granja e no Alto...Como ela conseguiu ouvir? Só se foi em sonho. Ou no pesadelo de sair reclamando daquilo que nem estava presente e nem próximo para tal. A minha indignação maior que esta mesma senhora poderia e deveria ter procurado a AMAGG , mas, nem isso fez, mesmo sendo muito bem recebida por todos quando presente esteve, no Mirante. Na época, achei muito estranho tanta boa vontade de alguém que apareceu do nada. Mas, como estamos abertos a todos, seguimos em frente. Hoje, percebemos que a recíproca não foi verdadeira , o que nos causa grande decepção. Enfim...tudo é muito lamentável. Não contribui e não contribuiu com nada a esta comunidade e ainda desrespeita as pessoas que organizaram este evento. No caso AMAGG.

    ResponderExcluir
  3. Carmen Chaboudet20.8.13

    E no seu texto infeliz, ainda afirmou que é uma constante o volume alto dos carros para as festas na Granja. Estamos falando de uma festa ANUAL e que e nenhuma outra ocasião, houveram músicas altas no bairro por conta de "festas" produzidas por lá. Elas sempre se restringem ao período da manhã e da tarde. Com exceção desta Festa Agostina. Um pouco de tolerância cai bem. E decência também, já que nunca procurou AMAGG para expor sua reclamação. Óbvio. Sequer mora lá...*Onze da noite e duas caixinhas de som, uma vez por ano, não estou falando de trio elétrico e afins... muto menos de bagunça irresponsável.

    ResponderExcluir
  4. Carmen Chaboudet20.8.13

    O que quero dizer? Os moradores adoraram, participaram e só teceram elogios. Nenhum morador reclamou do barulho exatamente pq não foi algo que incomodasse a ninguém. Como não incomodou. Mas, esta mania insuportável das pessoas falarem de outras sem conhecimento de causa é a verdadeira falta do que fazer e falar. Lavar roupa pode ser útil nestes casos.

    ResponderExcluir
  5. Cesar Rodrigues20.8.13

    Cesar Rodrigues Relaxa cara Carmen Chaboudet. Se é quem estou pensando, uma certa figura que parece que atira pedra na lua, não vale à pena o esperneio. Tem gente que é assim, chega junto, tenta tirar proveito, percebe que o buraco é mais embaixo, e salta de banda falando bobagem. Esse tipo de gente merece o nosso mais profundo silêncio, pra não dizer outra coisa.

    ResponderExcluir
  6. Ivo Bernardo Parabéns A AMAGG pela iniciativa, acredito sim que o Funk é Cultura; mas vamos tomar cuidado pois acabei de ver o vídeo, e vi que um dos integrantes fez menção ao uso de cocaína em um dos passos, e a música usada pela Vice "Chonga" que dizia "eu vou gemer", gemer por quê? isso não faz menção ao estereótipo do Funk que usa o Sexo pra se promover?
    Mas enfim encarem como critica construtiva, afinal mobilizar essa mulecada e o bairro, não é pra qualquer um, ainda mais sem o devido apoio!
    Parabéns novamente!

    ResponderExcluir
  7. AMAGG20.8.13

    Armindo Coelho critica construtiva é sempre bem vinda Ivo Bernardo no proximo ano ficaremos mais atento a esses detalhes!

    ResponderExcluir
  8. Sergio Ferucio Epifanio20.8.13

    Léo Deus os abençoe , e para nossa empresa o resultado maior é não ganhar a competição e sim fazer o que vcs estão fazendo ganhando valores e formando CARÁTER , valeu conte sempre comigo e vem ai nosvas surpresas .

    ResponderExcluir
  9. diego20.8.13

    Maior saudades da gg ede meua amigo que tenho ai adorei a batalha e meus parabens para geral que participo muito maneiro vlw

    ResponderExcluir
  10. Parabéns a AMAGG,pela iniciativa de trazer ao bairro da Granja Guarany ,esse grande evento,que mobilizou o bairro e vizinhança,continuem investindo em lazer,cultura e esporte.Vou deixar um salve aqui em aberto,em questão de iluminação nas servidões do bairro,pois temos muitos idosos, crianças e mulheres andando nas escuridões,temos ai na granja uma excelente mina de água potável mais não dar para os moradores acessar a noite, pois não a iluminação,muitos moradores trabalhão durante o dia e não tem como pegar água,e a noite ficão sem água pois não a iluminação para acessar a mina,grato.

    ResponderExcluir
  11. Eu que agradeço pelo seu comentario Eduardo e dizer que a ilmuninação da Servidão Moacyr de Carvalho já esta sendo providenciada!!

    ResponderExcluir
  12. Luciano20.8.13

    Muito maneiro parabens Dim,saudade da Granja

    ResponderExcluir
  13. Claudinho21.8.13

    kkk budiga foi omelhor de todos

    ResponderExcluir
  14. Anônimo22.8.13

    Quem deveria ter ganhando foi Pedro ele dançou muito bem sem apologia

    ResponderExcluir