quarta-feira, novembro 21, 2012

AMAGG COMEÇA MAIS UMA CAMPANHA DE NATAL PARA CRIANÇAS CARENTES



A Granja Guarani e a comunidade da Pedreira, anexa ao bairro, têm algumas particularidades que, em sua totalidade, talvez não sejam encontradas nas demais localidades de Teresópolis. O bairro tem uma clara divisão sócio-econômica. Só que a pirâmide social na Granja é incompleta. Nela, há somente o ápice, formado por grandes comerciantes, empresários e até mesmo artistas, que possuem suntuosas residências (fixas ou de veraneio) na parte alta do bairro; e a base composta por honrados trabalhadores da construção civil, comerciários, autônomos, micro-comerciantes, entre outros, que residem na parte baixa do bairro.
Via de regra, essa situação até pode assemelhar-se a outros bairros teresopolitanos, contudo, na Granja Guarani há um diferencial: a comunidade possui uma inquieta associação de bairro, a AMAGG (Associação de Moradores e Amigos da Granja Guarani e Pedreira) que, em termos de mobilização, dá exemplo para entidades semelhantes do município.
Em momentos difíceis, como nas constantes e infelizes tragédias naturais que a cidade tem vivenciado nos últimos anos, a AMAGG quase sempre sai na frente com campanhas de arrecadação de alimentos, agasalhos e cobertores para as famílias carentes atingidas, sejam elas de quaisquer bairros da cidade.
A AMAGG também briga como um leão por serviços de infra estrutura mínimos para a Granja e a Pedreira (coleta de lixo, saneamento básico, saúde, educação e transporte coletivo digno para seus moradores).
Há anos, numa visão mais global, a associação também não cansa de colocar as autoridades contra a parede em função do descaso com dois pontos turísticos do bairro, o Mirante da Granja e o Lago Iacy.
Pois bem, entre tantas atividades, são duas de ímpar simplicidade que mais mobilizam os honrados trabalhadores da Granja: as festas que a AMAGG promove para os menores carentes no Dia das Crianças e no Natal.
A  associação já deflagrou a campanha para arrecadação de brinquedos a serem distribuídos no período natalino.
E aí eu pergunto a você, caro morador que está literalmente na parte alta e no ápice da pirâmide social da Granja e da Pedreira (e por que não de toda Teresópolis).
Você mesmo que não participa da vida social da parte baixa do seu bairro.
Você mesmo que para chegar na sua casa precisa passar pela base da pirâmide. Você mesmo que para ter sua casa limpa ou seu jardim florido depende dos braços dos honrados trabalhadores do Largo do Machadinho e adjacências.
VAMOS OLHAR PARA BAIXO E AJUDAR O SEU PRÓXIMO NESTE NATAL?
Vamos lá, você consegue...você vai se sentir muito melhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário