sexta-feira, fevereiro 24, 2012

Granja Guarani sofre com o esquecimento do poder público

Um bairro histórico em Teresópolis está pedindo socorro. O presidente da Associação de Moradores e Amigos da Granja Guarani, Fernando Pinto Alves, reclama do abandono a que o local está relegado e cita os principais problemas:
— O Lago Iacy e o mirante estão totalmente abandonados, sujos, pichados e depredados.
A situação do lago, esvaziado há mais de dois anos, é caótica. Há brinquedos quebrados e mato alto, e a área se tornou perigosa.
— Durante a noite, pessoas estranhas ficam por lá e ninguém tem coragem de circular por ali. É um espaço inutilizado — declara Conceição Mendes, moradora há dez anos da região.
O Mirante da Granja Guarani, tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural (Inepac) em 1988, consta no site do órgão como uma “pequena joia neocolonial, construída em 1929-1930 (...)”, mas, atualmente, está bastante danificado.
A prefeitura informa, por meio da Secretaria municipal de Obras e Serviços Públicos, que está programando o retorno de suas equipes de limpeza e conservação para atender todo o bairro da Granja Guarani, incluindo o Lago Iacy e o entorno do mirante. O órgão explica, ainda, que apesar de o mirante ser um patrimônio tombado, a construção encontra-se em terreno particular, cabendo a manutenção da área ao proprietário do imóvel.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/serra/granja-guarani-sofre-com-esquecimento-do-poder-publico-3418522#ixzz1nLHoeiJC
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

20 comentários:

  1. Isadora Jaron24.2.12

    Só que eles estão prometendo que vão limpar há quanto tempo?

    ResponderExcluir
  2. Leonardo Calazans24.2.12

    Desde sua ultima matéria,precisamos voltar lá Isa.

    ResponderExcluir
  3. Isadora Jaron24.2.12

    Vamos sim, vou falar com o pessoal. Nossa, quantas matérias no Lago Iacy eu já fiz? Quantas respostas à prefeitura eu já pedi? Até perco as contas... Impressionante o descaso.

    ResponderExcluir
  4. Maria Jose Moraes24.2.12

    Restauração URGENTE !!!

    ResponderExcluir
  5. Luciano Benyakob24.2.12

    Isto é um grande erro perpetuado por muitos govêrnos...

    ResponderExcluir
  6. Isadora Jaron24.2.12

    Eu espero que dessa vez dê certo!! Entramos em contato!

    ResponderExcluir
  7. Riva Rollemberg24.2.12

    Poxa poderiam fazer tantas coisas legais com esse mirante, falta de visao completa.

    ResponderExcluir
  8. ARMINDO COELHO24.2.12

    Estou esperando o pagamento para comprar uma prenda e colocar na rifa, para arrecadar uma recompensa para quem conseguir uma audiência com o PREFEITO para a AMAGG. Ele prometeu nos receber depois do CARNAVAL, estamos esperando, mas enquanto isso vamos passar a rifa, quem sabe, se alguum heroi consegue, ai nós temos que dar a recompensa, pois o CARNAVAL já passou e ainda não fomos chamados, mas, a esperança é a última que morre, se ele nos chamar nessa semana que vai entrar, eu estarei aqui o elogiando, e comentando a reunião.

    ResponderExcluir
  9. ARMINDO COELHO DIRETOR DA AMAGG24.2.12

    AMAGG INFORMA................... Hoje até para tomar conhecimento e informar a todos, os moradores da GRANJA GUARANI e PEDREIRA, e a quem nos lê, estive na SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE de TERESOPOLIS, para fazer o CARTÃO SUS, agora obrigatório, para fazer exames, procedimentos e atendimentos, em qualquer departamento de saúde, que nós úsuaarios do SUS precisamos. O atendimento na SECRETÁRIA DE SAÚDE, foi muito bom, funcionários com ótima educação, de ruim apenas foi a demora pois tinha muita gente, e pela urgência que o MINISTÉRIO DA SAÚDE , exigiu deve ter encontrado a SECRETÁRIA sem uma estratégia, para tal, mas no final o atendimento foi muito bom. Mas vamos o que interessa, é preciso que a pessoa vá a SECRETÁRIA, com a identidade e um comprovante de residência para confecção do tal documento. Tive uma informação que este documento poderá ser tirado no CES (ao lado do colégio estadual) e no CENTRO MATERNO (antiga CASA DE SAUDE), mas qualquer informação entre em contato com a AMAGG, que com certeza iremos procurar informar todos os detalhes.

    ResponderExcluir
  10. Carlos Tapajoz24.2.12

    Verdadeiramente vergonhoso o estado de abandono desta relíquia ( já destruída ). Não creio que Teresópolis mereça isto.
    Governos incompetentes e omissos.
    Será que já tivemos na Prefeitura Secretários de Turismo ou de Cultura de Verdade?
    A imagem e a história do "monumento" postados pelo Leonardo Calazans creio que nos responde a isto.

    ResponderExcluir
  11. João Pereira24.2.12

    Qual iniciativa do poder público incentivando o turismo em Teresopolis....não sei....deve ser muito dificil...não podemos citar..hoteis e iniciativas privadas...

    ResponderExcluir
  12. Maria Ceiça24.2.12

    É lamentável! Não se preservou nada em nossa cidade. Triste mesmo!

    ResponderExcluir
  13. Sergio Garcia26.2.12

    Calazans!!!! A parada está largada mesmo... poxa!!!!! Secretário Tucunduva vamos faze,r pelo amor de Deus. Tu ainda não disse porque veio.... Vamos lá recuperar alguma coisa, já está na hora.Será que teremos q chamar o Arsênio Ex Presidente da Casa de Portugal para fazer alguma coisa?????
    Escolhe um ponto turístico e faz poxa ... qualquer um! Mais faça por merecer o salário. O abandono desse setor já vem há muito tempo.

    ResponderExcluir
  14. Marco26.2.12

    Já esta na hora das empresas da cidade adotarem e cuidarem dos pontos turísticos, especialmente os hotéis que ganham com turismo.

    ResponderExcluir
  15. Andre26.2.12

    não sei exatamente, não tenho estimativas, mas, ganham com o turismo ou sobrevivem do turismo? Tem informações sobre o fato?

    ResponderExcluir
  16. Geremias26.2.12

    Acredito, caro André Luiz M Costa, que hoje sobrevivem mais do turismo. Mas está aí uma ideia que pode e deve ser implementada. Toda a cidade só tem a ganhar. Afinal, um município só prospera com o dinheiro que vem de fora. Acho que movimentos como o Nossa Teresópolis, ao invés de se tornarem instrumentos de política partidária, poderiam e deveriam ser catalizadores desse tipo de parceria.

    ResponderExcluir
  17. Andre26.2.12

    a AMAGG tem algum projeto para a venda da imagem do bairro para turistas? Se não, seria viável? Sei que a cidade é péssima em turismo receptivo, mas, em parte, concordo com o Moderador Marco, não dá para ficar só esperando os políticos criem, de uma hora para outra, algum senso moral e consciência, e resolvam trabalhar, é preciso mais... Mas, não obrigatoriamente os hotéis, vários segmentos da cidade ganham com o turismo...

    ResponderExcluir
  18. Andre26.2.12

    é exatamente o ponto a soma de esforços de toda a classe empresarial seria uma boa solução, mas, não é muito a vocação dos empresários da cidade... Com relação a Nossa (deles) Teresópolis concordo inteiramente. Entender o Moderador Marco ou Marco Fonseca Dacosta como duas pessoas distintas é assumir que Mario Tricano e o bicheiro contraventor são, também, distintos... Não?

    ResponderExcluir
  19. Letícia14.8.12

    Enquanto vocês só pensarem em dinheiro, nada vai mudar nem mesmo com a revitalização dos mounumentos de Teresópolis. A cidade ficaria inundada de turistas classe C, como se sabe gente que não tem educação, só sabe depredar os lugares que visita, e devido à proximidade com o Rio, vem gente da baixada ou da zona norte. Ninguém precisa deste tipo de turismo nesta ou em qualquer outra cidade.

    ResponderExcluir
  20. Anônimo17.3.13

    Se alguém aqui é morador da Pedreira, por favor informe aos seus vizinhos que esses riachos e córregos que passam por aí não foram feitos para se jogar lixo e todo tipo de material, como fogão, chapéu de praia e barraca, sacos plásticos e por aí vai.......Quem mora um pouco mais abaixo não aguenta mais ficar limpando os córregos com essas coisas que só trazem ratos.........pelo amor de Deus, vamos ser um pouco mais civilizados. Fiquem na Paz!!!!!!!!!

    ResponderExcluir