terça-feira, maio 17, 2011

AMAGG doa mais uma cadeira de roda higiênica, para uma carismática idosa do Bairro do São Pedro.

O dia 17 de maio foi marcado por uma ação de ajuda singular, da nossa querida Giovana de Castro e de sua Família, seu Pai Sr. Paulo e sua Mãe Graça, que não pensaram duas vezes quando foi solicitada pela AMAGG.
Com esta cadeira vai Melhorar as condições de mobilidade e higiene desta senhora que ate o momento não tinha condição de higiene.

“Graças a Deus a doação da cadeira feita pela AMAGG e da Giovana vai facilitar muito a minha vida e a dela também”, disse sua filha.

Segundo pesquisas da Weelchair Foudation, existem ao redor do mundo de 100 a 130 milhões de pessoas que precisam de uma cadeira de rodas e que não têm condições financeiras para comprar. No Brasil, cerca de 10% da população é deficiente física e destes, em torno de 250 mil necessitam de uma cadeira de rodas.

Pesquisas apontam que a cada cadeira doada, ao menos 10 pessoas se beneficiam de forma direta. A AMAGG ajudou muitas pessoas de forma direta, dando a possibilidade de locomoção,uma auto-estima mais elevada e auto-suficiência. 

5 comentários:

  1. Anônimo17.5.11

    Situações sócioeconômicas como essas, só mesmo a participação comunitária para amenizar. Parabéns,Fernando por essa iniciativa fantastica
    Paulo Carneiro

    ResponderExcluir
  2. Mario Macedo de Almeida17.5.11

    Parabens a AMAGG e a familia da Giovana Cadeirantes merecem todo o nosso respeito e apreço. Não é uma deficiência que os torna menos capacitados ou impossibilitados. Um grande abraço e obrigado mais uma ve.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo17.5.11

    Deu vontade de ir até vocês(risos) e apertar a mao de voçes, me contive em ler apenas. Inclível o trabalho da AMAGG que nao para nunca uma obra maravilhosa a doacao da cadeira de roda. Lindo o seu gesto de humanidade parabéns pena a beneficiada nao querer aparecer. Olegário

    ResponderExcluir
  4. Dr Vinicius17.5.11

    Sempre acreditei no amor como linguagem soberana, como algo capaz de derrubar quaisquer fronteiras ou obstáculos. Por outro lado, lamento que a grande maioria dos deficientes físcos não tenham uma história feliz como a dessa senhora uma doaçao feita por outra cadeirante. Faltam oportunidades, falta apoio e, principalmente, faltam os olhos das nossas autoridades para todos eles. Bem, mas o que importa mesmo agora é dizer o quanto é belo o texto que acabei de ler. Parabéns Giovana.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo17.5.11

    Boa noite a todos, toda a sociedade deve se unir para minorar o padecimento dos mais ecessitados. Parabéns por esta sua abordagem. ASS Catia

    ResponderExcluir