segunda-feira, janeiro 10, 2011

AMAGG vai levar reivindicações do bairro ao prefeito Jorge Mário

   A diretoria da AMAGG está agendando uma audiência com o prefeito de Teresópolis, Jorge Mário, com objetivo de apresentar propostas de ações públicas na Granja Guarani e Pedreira. Esperamos que o encontro aconteça nos próximos dias.
Estamos fechando uma pauta de reivindicações que encaminharemos ao chefe do Executivo, após detectarmos as mais variadas necessidades da comunidade. 
O item número um da pauta certamente será a novela envolvendo a obra de reforma e ampliação da escola Municipal Professor Silvio Amaral. A comunidade ainda não está segura de que os serviços serão finalizados antes do início do ano letivo, no mês que vem.
Temos a preocupante informação de que nossas crianças não poderão mais estudar no espaço até aqui gentilmente cedido por uma igreja evangélica e, os pais dos alunos, obviamente, não desejam ver as crianças sendo deslocadas para escolas distantes fora do bairro.  
Na conversa, certamente, ainda iremos abordar a questão da escolinha de futebol do União, bravamente comandada pelo Sr. Alfredo. O time precisa de um suporte da Secretaria Municipal de Esportes, pois está, inclusive, sem uniformes para treinamento e jogos.
Ainda no setor esportivo levaremos a questão do Projeto Lutando Pelo Bem que precisa, no mínimo, de tatames para a prática de jiu-jitsu de dezenas de crianças.
Vamos também insistir na tecla da revitalização do Mirante da Granja e do Lago Iacy. Queremos, oficialmente, uma manifestação do prefeito sobre estes dois patrimônios públicos que encontram-se abandonados, alvo de usuários de drogas e vândalos.
Se algum morador tiver mais alguma sugestão de reivindicação ao prefeito pode nos entregar pessoalmente, ou mesmo mandar um e-mail ou fazer um comentário aqui no blog.

5 comentários:

  1. Anônimo10.1.11

    Acho uma grande perca de tempo vocês ficaremtentando falar com Prefeito,elenão resolve nada,agora tenta falar com Zé Alexandre que vcs vao ter mais sucessos.
    Paulo

    ResponderExcluir
  2. Anônimo10.1.11

    EU ME ARREPENDIR DE TER VOTADO NESSA ADMISTRAÇÃO PARA COMANDAR MANDAR EMBORAUM SECRETARIO COPETENTE, que conquistou para Teresópolis o Salão Estadual de Turismo,que trouxe Lapa Sobe a Serra e o Forrosópolis e outros,e vçs agora que ficarao sem o Mirante e o Lago Iacy,Tome

    ResponderExcluir
  3. ARMINDO DIRETOR10.1.11

    AMIGO também já sinti essa tristeza, mas, ESPERAMÇA é a última que morre, não podemos de maneira nenhuma deixar de ser DEMOCRÁTICOS, temos obrigação de levar para o comandante do municipío o anseio da nossa comunidade, é nosso dever, e espero que ele nos dê atenção que o bairro merece, na última reunião ele foi solicito, foi bem amavél conosco, explanando suas vontades e desejos para com a cidade, agora vamos falar somente da GRANJA GUARANI, e esperando com a ajuda de DEUS que consigamos nossos anseios.

    ResponderExcluir
  4. CESAR RODRIGUES11.1.11

    Não estamos aqui, eu e a AMAGG, para defendermos o prefeito ou qualquer outro político da cidade. Conhecemos muito bem o ostracismo a que o bairro foi relegado nas últimas décadas e estamos, sim, dispostos a incansavelmente cobrar esse imperdoável atraso de ações públicas tanto na Granja quanto na Pedreira.
    Contudo, particularmente, conheço muito bem os meandros de uma administração pública e as dificuldades de início de mandato do prefeito.
    No primeiro ano, o chefe do Executivo (e isso em qualquer cidade) muito pouco pode fazer. De cara, é obrigado a trabalhar engessado por um orçamento rubricado pelo antecessor. Ou seja, tem muito pouca liberdade para remanejamento de verba e mais ainda para investimentos.
    Além disso, o prefeito que entra, normalmente, encontra a prefeitura em caos administrativo com frota de veículos sucateada, atraso em pagamento de fornecedores, obras eleitoreiras mal feitas no final da gestão anterior e que precisam de reparos, compras de insumos deixadas por fazer, muitas vezes propositalmente, pelo prefeito que perdeu a eleição, entre muitos outros problemas.
    Contudo, já lá se foram dois anos e, além do prefeito Jorge Mário ter tido tempo de sobra para arrumar e azeitar a máquina administrativa, ainda teve a extrema felicidade de encontrar um Lula bem humorado, que abriu os cofres para Teresópolis, e liberou a formidável quantia de R$ 120 Milhões para investimento em nossa cidade.
    Nesta reunião com o prefeito, a AMAGG vai pedir muito pouco, senão vejamos: a finalização da obra da escolinha e obrigação da prefeitura e a obra, inclusive, já deve ter sido totalmente paga; Uniformes para a mulecada da União e tatame para o Projeto Lutando pelo Bem, custam muito pouco para o imenso trabalho social prestado pelos voluntários do bairro que executam uma tarefa que seria de obrigação do poder público; e a revitalização do Mirante e do Lago Iacy, por se tratarem de monumentos tombados, além de obrigação do município é também do governo estadual.
    Caro prefeito, faça diferente dos seus antecessores e não vire as costas para a Granja e a Pedreira em termos de investimentos.
    Agradecemos antecipadamente o “faxinaço” que virá em breve com o projeto Cidade Bela, mas, o Sr. sabe muito bem que os quase 70% dos votos que o Sr. teve em nosso bairro, nos credenciam a, respeitosamente, pedir muito mais que serviços de manutenção no bairro.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo11.1.11

    Que Comentário ein parabens.
    Ademir

    ResponderExcluir