sábado, janeiro 29, 2011

AMAGG começa a entregar as cestas básicas às famílias que estão alojadas na Granja Guarani



A AMAGG realizou, hoje, em parceria com a Cruz Vermelha, uma distribuição de cestas básicas, água, leite e kits de alimentação e limpeza que beneficiaram 40 famílias. A partir das 8h, uma fila começou a se formar em torno da capela, pois o padre enviou vários litros de água mineral para que fosse distribuído na comunidade da Granja Guarani, com o auxílio da assistente Jack , Dona Rita, Armindo, Flavia e o Leonardo.
Logo depois da entrega das águas começamos a realizar as entregas das cestas básicas para cerca de 100 pessoas assistidas pela AMAGG. Cada cesta continha cinco quilos de arroz, três quilos de açúcar, dois quilos de feijão, dois sacos de bolacha, duas latas de óleo, café,pasta de dente escova de dente, xampu, condicionador, água sanitária, 12 Litros de Leites, sabão, sabonete, sal, vela, fósforo, ervilha e salsicha e sabão em pó.
A ação seguiu até o começo da tarde e quase todas as famílias receberam o benefício. A coordenadora do grupo, Jaqueline, contou que sente imensa satisfação em poder atender à essas pessoas que perderam tudo, especialmente os desalojados e os desabrigados. "Hoje, sem dúvida, é um dia que a gente dorme com a consciência bem tranquila", brincou. Ela também disse que se pudesse daria alimentos para todos os necessitados do bairro da Granja Guarani.
O cadastro das famílias é feito mediante o acompanhamento dos diretores  que visitam os assistidos para conhecer a real necessidade das pessoas. Quem tem seu nome cadastrado e ainda não pegou sua cesta básica deve procurar o Fernando, presidente da AMAGG. 

10 comentários:

  1. Jacque30.1.11

    Estava na capela distribuindo água desde as oito horas, quando parei para tomar um ar e uma pessoa me chamou a atenção, fui até ela, que estava com seus quatro filhos e perguntei se ela queria água,ela me disse que queria, perguntei-a onde morava e ela me disse que morava no Jardim Serrano, e que tinha perdido tudo. Fui até a Rita e o Dinho e pedi que fizémos o cadastro desta família, fui atendida de imediato. O que vou falar agora, embarga minha garganta só de lembrar, as crianças felizes de receberem uma umilde bola, fico arrepiada de lembrar a satisfação de receberem os donativos, meus olhos ainda se enchem de lágrimas ao verem que pudemos dar a essa família um pouco de alegria. Se você que nos critica tanto, pudesse sentir o que estou sentindo, procuraria um jeito de nos ajudar, pois trabalho, misturado com satisfação, é o que não vai faltar na sua vida vazia.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo30.1.11

    Parabens mas uma vez ao Fernando Vadim,questa nesta luta,deixando de lado toda a vaidade,e de disfrutar das suas pescaria,para ajudar os necessitados.
    Valmer

    ResponderExcluir
  3. Anônimo30.1.11

    Obrigado pelas cesta e pelo Leite, esta Cesta foi muito bem vinda ,meu marido que faz biscate em Obra mandou que minha filha fosse na Lan House agradecer o Trabalho de voçes.
    assinado>Maria

    ResponderExcluir
  4. Cruz Vermelha30.1.11

    Nota Oficial
    A Cruz Vermelha Brasileira - Filial do Estado do Rio de Janeiro, permanece atuando na Região Serrana, logo NÃO ENCERROU suas atividades de atendimento às vítimas do desastre natural ocorrido no último dia 11, PRINCIPALMENTE EM TERESÓPOLIS.
    A instituição permanece com diálogos ABERTOS e constantes com as políticas públicas dos locais, INCLUSIVE A PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS, através dos seus interlocutores OFICIAIS, não existindo qualquer problema de relacionamento institucional com aquela ou outra municipalidade.
    Logo, NUNCA EXISTIU a referida reunião, a portas fechadas, no final da noite, conforme relatado no seu documento, bem como não confirmamos a mencionada “presença de membro IMPORTANTE da Cruz Vermelha Brasileira (CVB)”, por você relatado.
    A pessoa a que se refere apresentou-se na instituição, como centenas de outras, para o trabalho voluntário. A mesma não possui alguma credencial VERDADEIRA, que o capacite para exprimir qualquer manifestação OFICIAL, de ações, seja da Cruz Vermelha do Rio de Janeiro, Cruz Vermelha Brasileira - Diretoria Nacional, Comitê Internacional da Cruz Vermelha, ou qualquer outro organismo ligado a Instituição.
    Desconhecemos em nosso quadro de voluntários qualquer pessoa que tenha participado das atividades mencionadas principalmente que tenha sido coordenador das atividades pelo senhor, relatadas.
    Há ainda a questão da geografia, que não é necessário ser voluntário da Cruz Vermelha para saber que, o país chamado Rodésia não existe no mapa mundial. Atualmente, para seu conhecimento, ele se chama República do Zimbabwe, e não está em conflito armado, declarado. Para aprender mais sobre isto, basta usar a ferramenta da internet a favor da sua auto cultura.
    Para encerrar a questão a Cruz Vermelha Brasileira, nunca contestou nem tem pretensão de contestar qualquer estatística oficial que se refere aos números de mortos, feridos, desabrigados ou desalojados. Para seu conhecimento a Cruz Vermelha não se envolve em política partidária nem emite opinião à seu respeito. Este sim, não é o nosso trabalho.
    Todos os nossos voluntários estão envolvidos na missão real da instituição de aliviar o sofrimento humano, seja através de atendimento de primeiros socorros ou através de arrecadação de donativos e com toda imparcialidade e neutralidade fazer a distribuição com a certeza de que terão o destino daqueles que estão em extrema situação de vulnerabilidade, sempre na tentativa de evitar desperdício e fiscalizando para que não haja desvios. Fazendo assim o justo crédito do povo brasileiro que confia na maior instituição de ajuda humanitária do mundo.
    Sabemos que, infelizmente nestas horas, pessoas com devaneios mentais aparecem na instituição, muitas vezes travestidas de “Rambos” e tentam desnortear o trabalho de excelência que é feito pela Instituição. Assim como estamos sempre preparados, para estes tipos “expertos camuflados”, sugerimos que apure melhor seus conhecimento à respeito antes de tornar publicamente suas opiniões para que não comprometa.
    Lamentamos o episódio e nesta oportunidade o convidamos para participar do curso para voluntários que o capacitará para
    conhecimento pleno da instituição e poder falar com muita propriedade a seu respeito.
    Caso aceite o nosso convite, entre em contato com o nosso Departamento de Voluntariado e faça sua inscrição.
    Sem mais para o momento, espero ter esclarecido os fatos questionados que julgamos como mais um boato e que agora o senhor possa fazer sua retratação à respeito do caso e que na mesma proporção que divulgou o episódio, anteriormente, utilize seu tempo livre ajudando a melhorar a vida de pessoas necessitadas.
    Atenciosamente
    Luiz Alberto Lemos Sampaio
    Presidente Cruz Vermelha Brasileira
    Filial do Estado do Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  5. Anônimo30.1.11

    Como definir um jacão, para muitos uma simples fruta de tamanho gigante, para nós uma grande mulher de pequeno porte, mas que esconde toda sua grandeza no alto dos seus 1.50m e poucos, alegre prestativa, e recentemente descobrimos que também é solidária, como esta pequena pessoa (de estatura) tornou-se gigante diante desta tragédia, como trabalhou e como foi injustamente criticada pelos desocupados, mas todos nós sabemos e somos testemunhas de seus esforços, muito obrigado JACÃO, nós te amamos.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo31.1.11

    Lutadora e guerreira, que age com o pulso forte de uma gigante, e ao mesmo tempo com a doçura de uma criança.
    Incansável defensora do que é justo e correto, possui um coração maior do que ela mesma.

    Zelosa e verdadeira no seu jeito de tratar as pessoas, percebe-se em seu olhar e em suas atitudes o quanto ela é confiável e extremamente fiel aos seus princípios.

    Naturalmente consegue encantar a todos com a sua personalidade, forte, única e sempre com uma sensatez admirável.

    Apaixonada pela vida, por seus amigos e por sua família, possui a capacidade louvável de abrir mão de si pelo bem de outra pessoa

    Obrigado Jack por voce existir

    ResponderExcluir
  7. Anônimo31.1.11

    Parabéns pela iniciativa.
    Dr Carlos Tapajóz

    ResponderExcluir
  8. Jacque31.1.11

    Gostaria de agradecer à homenagem prestada, e dizer que não me arrependo de nada que fiz, pois é o mínimo que podria fazer para ajudar essas pessoas que perderam tudo. Quanto às críticas, ainda que sem fundamento, me incomodaram um pouco, mas lembrei que na BÍBLIA está escrito que as árvores que dão frutos são apedrejadas, então se tentaram me atingir significa que estou dando fruto, e continuareia judando. Obrigado mais uma vez pelo apoio de todos.

    ResponderExcluir
  9. Ivana1.2.11

    Agradecemos a compreensão, o respeito e a ajuda que temos recebido em toda a nossa caminhada. RESPEITOSAMENTE OBRIGADO............

    ResponderExcluir
  10. Jacque1.2.11

    Como já havia comentado antes, estamos ajudando um casal que tem quatro crianças pequenas,fomos até sua casa hoje, ver se precisavam de algo, eles estão morando em dois cômodos, sem fogão, sem colchão. O fogão já conseguimos arrumar, agora precisamos arranjar o botijão de gás,"eles estão cozinhando em uma lata de álcool". SE você puder nos ajudar entre em contato conosco, sua ajuda será de grande valia.

    ResponderExcluir