segunda-feira, dezembro 13, 2010

Prefeitura de Teresópolis implanta Ecoponto na Granja Guarani!

A Secretaria Ambiental inaugurou, na Granja Guarani, o mas novo ecoponto. Esse ecoponto foi instalado em frente ao Bar do Presidente da AMAGG, no Largo do Machadinho e irá atender cerca de 2000 famílias. O espaço na qual o ecoponto encontra-se é bem Grande. No local, com identificação, onde ajudará no recolhimento de diferentes tipos de materiais.
 Esse programa colabora diretamente para a sustentabilidade na região.
A expectativa é que com a instalação desse ecoponto no Bairro, cerca de 100 quilos de lixo sejam retirados por dia. Com a coleta seletiva vamos economizar muitos recursos, aumentar a vida útil do aterro sanitário e gerar emprego e renda para o catador do Bairro que é o caso do ilustre morador Senhor Valdir.
Os moradores devem separar o lixo seco do molhado. O lixo seco, formado por plástico, vidro, papel e metal, será recolhido pelo caminhão da coleta seletiva, que também vai recolher óleo vegetal. O lixo molhado, ou orgânico, continuará sendo recolhido pelos caminhões da Secretaria de Serviços Públicos.

Quem tiver dúvidas sobre a coleta seletiva ou sobre qualquer outro assunto relacionado à Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Civil, pode ligar para 2742-7763

13 comentários:

  1. Anônimo13.12.10

    Agora nãotemdesculpa que não tem ecoponto no Bairro,vamos manter tudo limpo e organizado
    Bruna

    ResponderExcluir
  2. Anônimo13.12.10

    parabens por mas essa conquista,a anos que eu queria esta seleta no meu Bairro,a AMAGG tem se mostrado uma verdadeira formadora de opiniao no
    Gestor Municipal.
    Roberto

    ResponderExcluir
  3. Anônimo13.12.10

    Não tinha lugar melhor para colocar este trambolho, porque não bota perto da Lixeira,ficaria mas concentrado o lixo,agora na Frente do Comercio ai não da,como o Geovane autorizou isso.
    """Anonimo mas não covarde""

    ResponderExcluir
  4. Ricardo13.12.10

    "Como o seu Valdir vai catar seus papelões e suas latinhas se a chave fica com a Prefeitura???Ele vai receber um salário da PMT duvido Muito."

    ResponderExcluir
  5. Anônimo14.12.10

    Quero parabenizar o Luiz Antonio pelo seu carater e pela sua capacidade de ordenar as obras da Granja,parabens a AMAGG que conseguiu se organizar ,o administrador do Blog pelo seu conteudo riquissimo,e os Diretores e o Presidente da AMAGG.
    PAULO VASCONSELO

    ResponderExcluir
  6. Anônimo14.12.10

    COMO ISSO VAI DAR CERTO .SE APOPULAÇAO NAO ESTA ACUSTUMADA A ESSE TIPO DE COISA?
    USA A MINA D,AGUA ,CASINHA DE LUZ DE LIXO E CONSEGUE JOGAR LIXO FORA DA CASINHA VERDE,E UM BANDO DE SEM EDUCAÇAO...

    ResponderExcluir
  7. Anônimo14.12.10

    Isso é obrigaçao da AMAGG fiscalizar,tem que ter instruçao para a populaçao com panfletos sendo entregue em casa em casa e orientação.

    Antonio Prefeitura de Teresopolis

    ResponderExcluir
  8. CESAR RODRIGUES14.12.10

    O prezado leitor Antonio, acima, faz uma avaliação incorreta da obrigação da AMAGG.
    Não cabe a associação fiscalizar quem está depositando corretamente o seu lixo, muito menos produzir panfletos para distribuição de casa em casa no bairro.
    A fiscalização deve ser exercida pelos fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
    Já os panfletos, tratam-se de uma ação de Educação Ambiental que, igualmente, deve ser iniciativa da prefeitura, através da Secretaria de Meio Ambiente ou Secretaria de Educação.
    A associação somente poderia agir se, eventualmente, tivesse algum convênio assinado com a prefeitura para atuar nesses casos, obviamente, sendo remunerada para tal ação.
    O convênio somente é possível com a AMAGG sendo reconhecida oficialmente como entidade de "interesse público", o que a direção da entidade pode pleitear diretamente junto à prefeitura, ou através de requerimento de algum vereador.
    Nesse caso, reforçamos, mais uma vez, a necessidade de o bairro ter um representante no Legilsativo, para agilizar ações como essa.
    Enquanto nada disso ocorre resta aos moradores agirem com consciência não depositando o lixo irregularmente e respeitando os dias e horários de coleta no bairro.

    ResponderExcluir
  9. Antônio, a fiscalização é nossa, como moradores temos a obrigação de manter a "nossa casa" limpa, e não da associação, se o seu vizinho joga lixo fora do seu devido lugar, porque não você tenta concientiza-lo, seria muito mais facil para todos nós, cada um de nós seria um fiscal, e não precisariamos ter que cobrar da AMAGG ou da prefeitura, vamos nos unir que teremos o bairro mais limpo da cidade.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo18.12.10

    Não gostei dessa gaiola que botaram ai ,esta tirando o emprego do morador um dosmais antigos do Bairro seu Valdir,coitato a sua unica renda é essa e esses desoculpados botam esse mostro, e nem se quer se preocuparam com o SR,que botar Ecoponto que bote, mas primeiro comunique a populaçao. Aqui tem um Senhor de Idade desempregado tentando ganhar a vida honestamente

    Leonardo Calazans

    ResponderExcluir
  11. É uma pena ver seu Valdir se esforçando para juntar um pouco de papelão para poder se sustentar, e a Prefeitura que várias vezes elogiei, colocar aquela gaiola na frente de um comércio importante do bairro. Por favor ou dê uma chave para este senhor ou tirem este trambolho daqui. Sei da importãncia desta gaiola, mas também sei que catar papelão é importante para a sobrevivência deste senhor de quase 70 anos.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo3.1.11

    Acho que estão exagerndo um pouco, pois estive conversando com algumas pessoas e me disseram que o sr. VALDIR é aposentado, então esta renda com os papelões é só um complemento. Não que eu esteja contra ele trabalhar, mas esta coleta da prefeitura também pode ajudar o bairro, contando que a prefeitura faça a coleta toda semana, e, não deixar passar como já aconteceu. Desde já peço desculpas aos desatualizados.

    ResponderExcluir
  13. Anônimo18.1.11

    Projetos desse tipo fazem a gente acreditar que nem tudo está perdido, que a cidade evolui e que, se Deus quiser, a população também e se tornará mais consciente a respeito da importância da reciclagem para o planeta. Fico muito feliz com a iniciativa das pessoas envolvidas. Temos obrigação de fazer a nossa parte. Nossos filhos e netos estão aí... vamos contribuir para deixar o mundo melhor!

    ResponderExcluir