sexta-feira, outubro 22, 2010

DIREITO DE RESPOSTA.

Estou até agora pasmo, pela reportagem que saiu no SITE da prefeitura onde eu elogio essa assombração que eles dizem ser ORÇAMENTO PARTICIPATIVO, quem me conhece sabe que nunca na minha vida falaria aquilo que está escrito, perto de mim estava o LEONARDO, e ouviu bem o que eu disse, ( minhas palavras: O orçamento participativo deste ano foi uma vergonha, mas vou continuar acreditando que foi experiência, vou continuar criticando,fiscalizando e denunciando,como por exemplo a obra do colégio SILVIO AMARAL, essas foram minhas palavras)como posso falar bem de um projeto onde o sr. JOSÉ ALEXANDRE é secretário de Planejamento, se ele fosse bom mesmo não sairia de Friburgo, lembro que no ano passado em sua palestra nos encheu os olhos mostrando que a Prefeitura receberia milhões e milhões em investimentos Federais e Estaduais, cadê? cadê a prestação de contas do dinheiro das emendas parlamentares? Orçamento participativo tem que ter prestação de contas.
Eu fico pensando como RUDMAR, FERNANDO, FLAVIO, MICHELL, RICARDO RAPOSO,LUIS ANTONIO, MARCÃO E NORMA SUELY, que são pessoas que querem fazer alguma coisa pelo municipio conseguem ficar nesse governo, e para terminar a secretária do ORÇAMENTO PARTICIPATIVO não é ruim mais vai fazer o que? pois a mesma deve ser travada, por essa gestão incopetente.Aos amigos posso afirmar que se não me calarem vou continuar criticando, fiscalizando e denunciando o que for ruim e elogiando o que for bom.
ARMINDO COELHO Diretor da AMAGG

9 comentários:

  1. Anônimo22.10.10

    concordo em genero numero e grau ainda bem que voçe nao citou
    Leandro Aschar e o Dr Maurilio que nao vai fazer falta.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo22.10.10

    olá boa noite e graça e paz! desejo bom exito e unção do Espirito Santo sobre a nova diretoria da AMAGG e gostaria de receber informações sobre a comissão de saúde e segurança o que acontece no Conselho de saúde e Café comunitario.
    Pastor Marcos

    ResponderExcluir
  3. Anônimo22.10.10

    Não TENHO NADA CONTRA A OP,EU ACHO QUE A DENISE LOBATO FAZ UM TRABALO FANTASTICO NESTA GESTÃO.
    AGORA O ARMINDO ESTÁ COBERTO DE RAZAO QUANDO SE FALA DO SECRETARIO DE GOVERNO,NOS FUNCIONARIOS ESTAMOS COM MEDO, SEM MAIS PALAVRAS!!!!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo23.10.10

    Se ele fosse bom ele não sairia de Friburgo.
    Parabens Armindo ,tamos junto nessa luta.
    Carlinhos

    ResponderExcluir
  5. Anônimo23.10.10

    valeu Armindo PORQUE SO VOÇE ENCARA ESSA PREFEITURA DE FRENTE,SEI QUE VOÇE FAZ PARTE DA FEDERAÇAO QUE DEVE ESTAR TUDO COMPRADA.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo23.10.10

    Olá eu sou Presidente da Associação de Moradores que não contém falar da onde.
    E conheço você da federação, fiquei muito surpreso em saber que você é coerente no que você fala ,não fica do lado da prefeitura como o senhor Valdir, que não tem poder nenhum e nem respeito com a população de Teresópolis ,vamos acabar com essa federação que não serve de nada, eu como outros Presidentes paramos de pagar é pouco é mas vamos ficar alimentando uma coisa que não da certo.
    Vamos nos unir nós, das associações e acabar com esse Teatro.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo24.10.10

    A comunidade do Barroso,inveja a Associaçao de voçes por ter alguem para defender como é seu caso, e quanto a nossa eu nem sei se existe ,nos da comunidade sentimos “castigados e humilhados” pela administração da prefeita de Teresopolis. O sentimento é generalizado e encontra motivos na realidade vivida pelos moradores daquela área onde “tudo falta e a prefeitura nada faz”. A insensibilidade do Poder Público municipal pode ser medida pelo tratamento dado aos milhares de ofícios encaminhados por mim a quase todas as secretarias do município que encontram a “lata do lixo” como destino nos órgãos da prefeitura.
    Jose Carlos Morador do Barroso

    ResponderExcluir
  8. Cara comunidade do barroso nós da granja guarani ficamos bastante felizes em saber que o trabalho do sr. Armindo é reconhecido por vocês. O que este ser humano luta pelos nossos direitos não está no gibi gostaria de pedir a vocês que arregassem as mangas e lutem pelos seus direitos tenho certeza que vocês tem um Armindo ai também

    ResponderExcluir
  9. Anônimo25.10.10

    Entre a razão e a emoção

    A vida nos ensina, como diz o bom e velho ditado, que “a corda sempre arrebenta no lado mais fraco”. Por isso, principalmente quando assumimos posições públicas, como é o caso da direção de uma Associação de Moradores, devemos sempre ter a cautela de não prejudicar o coletivo em função der uma posição pessoal.
    É bastante compreensível a contrariedade do Sr. Armindo com o fato de o site da prefeitura haver divulgado uma opinião dele a respeito do Orçamento Participativo e que, segundo reclama, não corresponde a verdade.
    Entendo que o diretor da associação deva mesmo externar essa contrariedade, contudo, fazendo-o da maneira correta e não misturando no mesmo texto, a insatisfação demonstrada pela atuação de um membro do primeiro escalão da prefeitura.
    Vale ressaltar que o secretário de Planejamento é cargo de confiança do prefeito e que, ambos, têm a caneta na mão e o poder de direcionar a aplicação dos recursos municipais. Ataques pessoais podem ser revidados com a exclusão (ou a continuação da exclusão) do bairro nos projetos da administração pública.
    Neste caso específico, o Sr. Armindo poderia, através da associação, expedir ofício ao setor responsável pelo site da prefeitura (normalmente um Departamento de Comunicação, onde funciona a assessoria de Imprensa) solicitando a reparação da opinião atribuída a ele. O mesmo ofício também poderia ser encaminhado aos veículos de comunicação (emissoras de rádio, jornais, TVs, etc), para que a sua verdadeira opinião se tornasse pública, assim como o mesmo deve ser afixado na sede da associação para que todos os moradores tomem conhecimento.
    Quanto às cobranças sobre as aplicações dos recursos oriundos de emendas federais e estaduais encaminhadas ao município, vale ressaltar que cabe ao Legislativo a fiscalização dos atos do Executivo. No caso, o vereador deve apresentar em plenário um requerimento de informações e a prefeitura tem a obrigação, em um prazo legal, de responder o questionamento.
    Até para o encaminhamento de questões como essa, em minha postagem anterior, levantei a necessidade de a comunidade eleger um representante na Câmara Municipal. Aliás, fiquei honrado com a repercussão que teve o comentário.
    Além do vereador, também a associação, assim como qualquer cidadão teresopolitano tem o direito de obter informações da administração sobre qualquer política pública do seu interesse. Para tanto basta protocolar o pedido junto ao Paço Municipal.
    Repito: a indignação do Sr. Armindo é correta (e noto sempre que ele tem as melhores intenções na defesa dos interesses da nossa Granja Guarany), contudo, devemos sempre usar a razão antes da emoção, principalmente quando falamos em nome de uma comunidade, para que o coletivo nunca saia prejudicado.
    Parabéns à toda associação pelo trabalho desenvolvido na busca de melhorias para o bairro.
    Continuo à disposição para auxiliar no que for possível, dentro das limitações da distância, a melhorar a qualidade de vida do bairro em que nasci. Abraço a todos.
    Cesar Rodrigues
    Jornalista
    São Sebastião-SP

    ResponderExcluir